Ter um Plano de Saúde ou Fazer uma Poupança?

Ter um Plano de Saúde ou Fazer uma Poupança?

De acordo com o IBGE, 7,1% do consumo das famílias brasileiras está relacionado com o consumo de bens e serviços de saúde, principalmente de Planos de Saúde. É uma fatia considerável do orçamento e pode comprometer boa parte da renda familiar.

Com a crise econômica no país, esse percentual tem um peso muito maior. E então surge a dúvida sobre a real utilidade de um Plano de Saúde, principalmente quando há pouca utilização do serviço.

É a partir deste ponto que muitas pessoas começam a perguntar se não seria mais rentável colocar o dinheiro gasto nas mensalidades em uma poupança, ou outro fundo de investimento, para resgate apenas quando houver alguma eventualidade futura.

Você não precisa mais ficar com dúvidas sobre esse assunto. Continue a ler nosso artigo e vamos esclarecer tudo para você!

Depender do serviço de saúde pública?

Apesar de existir algumas cidades que contam com serviços excepcionais de saúde pública, esta não é uma realidade de todo o país. Em sua maioria, encontramos hospitais lotados, longas filas, falta de médicos e recursos, demora para conseguir consultas e exames simples, sem falar dos procedimentos mais complexos, como cirurgias, por exemplo. É preciso analisar se é sensato submeter a saúde da sua família às mazelas do serviço de saúde pública do país.

E as clínicas populares?

Clínicas que cobram preços populares têm surgido aos montes em todos os lugares, com os mais variados preços de consultas e exames e até planos de fidelização. Contudo, essas clínicas não atendem urgências e emergências, se limitam apenas aos atendimentos de baixa e média complexidade e não conseguem fazer a transição dos pacientes para outros serviços, quando estes necessitam de um tratamento de alta complexidade.

Guardar o dinheiro da mensalidade não é um bom negócio?

Ter um dinheirinho guardado na poupança ou em outro investimento é uma ideia muito boa, mas não em substituição ao Plano de Saúde! Os procedimentos médicos custam muito caro e podem rapidamente zerar sua reserva financeira, principalmente em uma situação de emergência, por exemplo, que necessite de internação, cirurgias e medicamentos. No final, sua conta hospitalar pode facilmente ultrapassar a casa dos milhares.

Faça as contas!

As mensalidades do Plano de Saúde garantem a cobertura de todos os custos com os serviços de saúde, inclusive os hospitalares, que tendem a ser os mais caros. Com uma poupança, além de desembolsar um alto valor de uma vez só, você ainda corre o risco de não ter seus gastos cobertos, comprometendo seriamente a sua estabilidade financeira.

Embora seja uma despesa que comprometa uma parte do orçamento familiar, o Plano de Saúde é um custo que protege o seu maior bem: a saúde de sua família!

E se você quiser saber como escolher o melhor Plano de Saúde para sua família é só ler nosso artigo sobre os 5 Passos Infalíveis para Escolher o Plano de Saúde Ideal!

Acreditamos que sonhar é o primeiro passo para grandes realizações

A Corretora Portal existe para ajudar pessoas a conquistar seus objetivos com segurança e tranquilidade

FAÇA SUA COTAÇÃO!
By | 2017-12-05T09:46:10+00:00 setembro 13th, 2017|Saúde|